Meditação pela Terra orientada por Hélène Abiassi

Vamos deixar descer o nível de stress, relaxar um bocadinho, respirar um bocadinho e deixar sair o stress…Morning-Sun-Rays-copyright-Anna-Surface(pp_m1350753289_a60_pBR)

Vamos deixar a nossa atenção descer até ao centro do peito, no centro do coração. E podem imaginar uma bola de luz dourada, dentro do centro do peito, dentro do chakra do coração. E deixam-se envolver pelas sensações que estão a chegar. Estão a chegar sensações de bem-estar, estão a chegar sensações de tranquilidade caseiras, estão a chegar sensações de segurança, de protecção, de tranquilidade…

Estão a chegar sensações de paz.

Agora esta bola de luz vai tomar uma cor violeta dentro do nosso coração.

Vamos imaginar agora no meio da sala uma bola de luz violeta, que está a fabricar-se com a luz violeta que vem dos nossos corações, e vão de cada um de nós raios de luz violeta até ao meio da sala.

E nós somos capazes de pensar mais luz a sair dos nossos corações juntando-se no meio da sala. Luz violeta, muito alegre.

Vamos sentir os nossos pés em contacto directo com o chão, vamos pensar em raízes que descem dos nossos pés e que entram de uma maneira muito profunda na Terra, nossas raízes, nossa Terra.

E podemos imaginar ondas que sobem e descem dos nossos pés, da Terra, Gaia é o nome dela, nave Gaia, estamos a sentir uma conexão total completa profunda com Gaia.

Agora vamos abrir os nossos corações e cada um de nós de uma maneira muito íntima, muito profunda vai falar com a Terra, vai falar com Gaia e vai dizer o quanto a ama, o quanto gosta e vai fazer uma demonstração de carinho muito íntima, muito pessoal vamos tomar um tempo para isso agora…

Estamos a voar à volta da Terra e estamos a ver uma chuva dourada a cair sobre a Terra, a transformar-se em pó, em pó de ouro e vamos semear a abundância. Vamos semear também a alegria. Estamos a voar à volta da Terra a semear alegria vamos semear também a paz muito dourada a descer, muita cor dourada a descer e tocar a Terra, muita paz. Podemos também semear amor.

Vamos regressar da nossa viagem e sentir nossos pés, nossas raízes, sentir entrar bem profundamente em contacto com a Terra.

Évora dia de 9 de Julho de 2005

Categories: Artigos

%d bloggers like this: