Aluna: O que é que pode estar na origem da alma estar fora do corpo?

João Carlos – Existem quatro principais razões que levam a alma a encontrar-se fora do corpo.

  • A primeira é a pessoa, quando nasce, sentir medo. A nossa alma entra no nosso corpo físico no momento do nascimento. A concepção, a gravidez e o nascimento são programados pela alma e esta ca a aguardar a formação completa do corpo físico, ficando por perto. No momento do nascimento a alma entra no corpo. Neste momento, por vezes, ao sentir de novo a matéria, a alma pode lembrar-se de algumas experiências traumáticas de vidas passadas vividas na matéria. E pode sentir medo e querer voltar para trás. Ao tentar voltar para trás a alma sai do corpo mas continua sempre ligada ao corpo físico através do cordão de prata.
  • A segunda razão é um choque emocional muito forte. Um choque negativo, de sofrimento. A pessoa pode viver um momento na sua vida em que sente emoções muito fortes. Pode ser que um ente querido tenha morrido. Ou pode ter um susto muito grande, num acidente, por exemplo. Num momento assim, a alma da pessoa pode sair do corpo.
  • A terceira razão é quando a pessoa desiste de viver. Ela pode estar a viver uma situação muito difícil na sua vida. Pode ser uma depressão ou outro momento difícil. A pessoa pode não gostar nada dela. E pode decidir que já não quer viver mais. Muitas vezes, quando a pessoa toma essa decisão, a alma pode sair do corpo.
  • A quarta principal razão tem a ver com contratos ou votos. A pessoa, numa vida passada, para obter benefícios, poderes, serviços, pode ter vendido a sua alma. Pode ter sido consciente ou inconscientemente.
    Podemos dar um exemplo.(…)

    Depois de uma morte tranquila na velhice, esta menina descobriu do outro lado do véu que a sua alma já não lhe pertencia. Pois naquele livrito que ela tinha em casa, haviam cláusulas em letras invisíveis que falavam dos contratos que ela assinava ao usar aqueles poderes e aquelas poções mágicas.

    Um desses contratos dizia que a alma dela passaria a pertencer a um outro ser.
    Quando isto acontece, no momento do nascimento, este ser que agora tem a alma em sua posse, pode vir com o seu contrato e mostrar ao Anjo da Guarda da pessoa. E o Anjo da Guarda não tem outra hipótese senão deixar que o ser leve a alma da pessoa. Pois todos os seres do Universo respeitam a lei do livre-arbítrio.

Na Terapia Multidimensional, a pessoa/cliente dá todas as autorizações ao terapeuta para que este a represente perante os conselhos cármicos. Desta forma, o terapeuta tem todas as autorizações para resgatar todos os corpos e a alma e rescindir todos os contratos que sejam encontrados ainda activos, pois essa é a vontade actual da pessoa, de se libertar, de evoluir, de ficar bem. Esse é o seu livre-arbítrio actual e este é respeitado e atendido.

in “O Coração Cura a Alma” Manual de Terapia Multidimensional

Categories: Artigos

%d bloggers like this: