follow_your_heart_and_your_dreams_will_come_true_by_dragonflyandromeda-d5nhtfg

Hélène – O amor incondicional é amar todas as condições, todos os opostos, todas as manifestações da dualidade.
Então apercebemos-nos que podemos aproveitar as dificuldades da vida para desenvolver o amor incondicional. Temos sempre a escolha entre “disparatar, revoltarmo-nos, fechar o coração” ou “continuar a amar”.
Ao escolhermos o amor e a paz no maior número de situações possível, situações agradáveis e outros menos agradáveis, vamos acumulando créditos na nossa conta pessoal de amor divino. Até que vai chegar um dia em que nós passamos do amor incondicional para o amor neutro.
João Carlos – Conseguir manter o coração aberto, deixando fluir o amor divino de uma forma neutra, é aí que nós atingimos o amor neutro. A neutralidade conecta-nos com a unidade. E é na unidade que os Seres de Luz podem manifestar-se em nós, pois Deus não julga ninguém e ama a todos da mesma maneira.
Hélène – Amor neutro é diferente de amor incondicional.
João Carlos – Amor incondicional é amar aceitando que existem opostos e que vamos tentar amá-los por igual.
Amor neutro é amar sabendo, tendo mesmo a certeza, que os opostos são uma ilusão e que a única realidade é a unidade. O amor neutro significa que nos colocamos numa terceira posição, numa terceira realidade, que está além dos opostos. O amor neutro ama a unidade.
Ao fazer fluir o amor neutro, através do Terapeuta Multidimensional, para a pessoa/cliente, em cada sessão de Terapia Multidimensional, os Seres de Luz ajudam a pessoa/cliente a desenvolver e aumentar a sua capacidade de também deixar fluir o amor incondicional e depois o amor neutro através do seu coração.

In: O Coração Cura a Alma Manual de Terapia Multidimensional

Categories: Artigos

%d bloggers like this: